Cabos Vocalis… a revelação segundo a doutrina da música

“O nome VOVOX vai seguramente causar uma boa dose de surpresa em muitos dos leitores habituais da Audio & Cinema em Casa. E confesso mesmo que até a mim, que já tenho alguns anos nestas andanças, tal aconteceu, pois tinha apenas ouvido umas breves menções aqui e ali por parte de alguns colegas da EISA na Alemanha. (…)

Fundamentalmente, a VOVOX apoia a construção dos seus cabos na qualidade metalúrgica do cobre, utilizado na forma de condutores de núcleo sólido, nalguns casos com tratamento criogénico. Por outro lado, a construção desses cabos também é pouco vulgar, já que assenta num espaçamento razoavelmente grande entre os condutores, cobertos por uma fibra têxtil de alta qualidade. (…)

As marcas dizem muito mas «ouvir pelas marcas» não é nunca uma solução. Cada cabo produz resultados diferentes conforme o sistema onde está inserido, por isso um nome não pode de modo nenhum ser uma panaceia universal. Aliás, é errado considerar um cabo como o controlo de tonalidade do sistema. Ele deve limitar-se a deixar passar através de si os sinais eléctricos que dão origem à música da maneira mais fácil possível, sem realçar esta ou outra área do espectro. E é isso que estes dois VOVOX fazem: são limpos, neutros, suaves, amplos em termos de imagem espacial e rápidos sempre que faz falta. (…)”

1 de Maio de 2014

Leia o Artigo Completo na Revista Áudio e Cinema em Casa Nº. 246 | Mai/Jun 2014