Revista Áudio testa iFi nano iOne… e diz ser “pequenino mas pronto para todo o serviço”

“(…) O iOne é um dos últimos elementos da linha nano, e é um pequeno DAC com entradas USB e coaxial e que incorpora também um receptor para Bluetooth, o que o torna muito conveniente para ser utilizado em conjunto com um computador portátil, muito em especial para utilização em situações de nomadismo, como dizem os franceses. (…)

Na parte traseira não cabe nem uma agulha: três fichas RCA, duas para a saída do sinal analógico, com uma impedância de saída menor que 50 Ohm, e outra para a entrada do digital, mais uma ficha USB do tipo B 3.0, através da qual o iOne é alimentado, ocupam praticamente todo o espaço disponível. (…)”

No interior, um pequeno circuito impresso aloja praticamente todos os componentes, o mais importante dos quais é o conversor D/A DSD1793, da Burr-Brown, um dos poucos chips da marca ainda fabricados no Japão, e que aceita quase tudo o que é ficheiro digital com resoluções que podem ir desde a de CD até 384 kHz (DXD) ou ainda DSD até 4 vezes a frequência base. (…)

Mais que recomendado, principalmente para ser combinado com um computador portátil e um software de leitura, o qual até pode ser o Foobar, muito versátil e completo e, acima de tudo, gratuito.

 

Leia o Artigo Completo publicado pela AUDIO & Cinema em Casa de Nov/Dez 2017

3 de Novembro de 2017